CONTINUAREI A PESAR O VOSSO COMPORTAMENTO PARA AVALIAR SE MERECEIS SER TRANSPORTADOS NA MINHA BARCA

domingo, 16 de agosto de 2009

-" Aditamento à lista Bilderberg "


Vários leitores tiveram a amabilidade, que agradeço, de me enviarem mais estes nomes que não fazem parte da lista anterior:

Leonor Belezapresidente da Fundação Champalimaud
José Pedro Aguiar Branco-deputado,ex-ministro da Justiça
Augusto Santos Silvaministro dos assuntos parlamentares
Estela Barbotvice-presidente da AGA Porto e da AEP
António Carrapatosodirector da Vodafone e da Vodacom


E, também, alguns estrangeiros que, de algum modo, podem influenciar a política portuguesa:

Juan Luís Cebrion-administrador executivo do Grupo Prisa
Klaus Kleinfeld – Presidente da Siemens AG
Matias Rodrigues Inciarte–vice-presid. do Grupo Santander
Jean-Claude Trichet –governador do Banco Central Europeu
Paul Wolfowitz – presidente do Banco Mundial


sexta-feira, 14 de agosto de 2009

-"Os portugueses do clube Bilderberg"


O Engº Arnaldo Norton deve ter andado muito tempo pelo estrangeiro para ainda se admirar com estas manobras.
O pedido que faz no seu blogue
«http://rosadosventos1.blogspot.com/», na sua publicação de 07 do corrente sobre o Clube Bilderberg, não é difícil de satisfazer, bastando para isso socorrermo-nos da edição de 02.01.2006 do jornal “O Semanário” para ficarmos a saber quem são os portugueses que fazem parte ou frequentam o Clube Bilderberg.

A lista é extensa mas muito interessante e ao utilizá-la não se corre o risco de represálias, o que, nos tempos que correm, não é muito difícil de admitir.
Além disso, a introdução que o seu autor faz é, deveras, esclarecedora.
Eis o artigo :

"Todos os portugueses de Bilderberg 2006-01-02

O SEMANÁRIO publica, em exclusivo, a lista de todos os portugueses que já estiveram em reuniões de Bilderberg, um clube que é considerado uma espécie de governo-sombra a nível mundial. Uma das principais tarefas dos jornalistas que investigam o clube é não só saber quem participa nas reuniões mas, sobretudo, acompanhar o seu percurso nos tempos seguintes. Quase todos, ascendem a altos postos.
Na reunião que teve lugar de 3 a 6 de Junho, em Stresa, em Milão, Santana Lopes e José Sócrates estiveram presentes, juntamente com Pinto Balsemão.
Curiosamente, Santana seria primeiro-ministro dois meses depois e nem passaria um ano para José Sócrates chefiar o Governo.
Outros três intervenientes na crise política de 2004, o Presidente da República, Jorge Sampaio, Durão Barroso, então primeiro-ministro, e Ferro Rodrigues, então líder do PS, também estiveram em reuniões de Bilderberg. Sampaio esteve presente em 1999, na reuniãode Sintra. Durão é um velho conhecido de Bilderberg, tendo estado presente em 1994, 2003 e já este ano, na Alemanha, na qualidade de presidente da Comissão Europeia. Já Ferro esteve presente na reunião de 2003.
Francisco Pinto Balsemão - É um membro permanente do Clube de Bilderberg desde 1988, tendo participado em quase todas as reuniões anuais desde essa data. Pertence mesmo ao comité restrito, denominado "Steering". É ele quem tem convidado muitas personalidades portuguesas a estarem presentes no clube. Em 1988, Pinto Balsemão tinha abandonado o cargo de primeiro-ministro há 5 anos e estava dedicado aos seus negócios, mantendo também o "Expresso". Anos depois abriria a SIC, aproveitando a liberalização da televisão feita pelo governo de Cavaco Silva. O processo conturbado, com divisões no próprio Conselho de Ministros, tendo o grupo televisivo de Proença de Carvalho sentido-se desfavorecido. Pinto Balsemão é hoje presidente da Impresa. Falado como potencial candidato presidencial, nunca se concretizou esta hipótese.
Mira Amaral - Ministro da Indústria de Cavaco Silva. Participou na reunião de Bilderberg em 1995, no final do governo de Cavaco Silva, numa altura em que o professor rumava à corrida a Belém e Fernando Nogueira e Durão Barroso disputavam a liderança do PSD. O facto de ter estado presente pode significar que o seu nome esteve fadado para mais altos voos, que depois não se concretizaram. É especialista em energia e tem-se dedicado à sua actividade de administrador de empresas. Foi administrador da Caixa Geral de Depósitos, tendo saído do banco num processo político conturbado. Só participou em Bilbderberg na reunião de 1995.
Joaquim Ferreira do Amaral - Ministro das Obras Públicas de Cavaco Silva, uma das cartas mais importantes do governo, artíficie das auto-estradas portuguesas. Tem mostrado disponibilidade para combates difíceis, tendo perdido Lisboa para João Soares. Participou na reunião de Bilderberg que ocorreu em Sintra, em 1999, uma das que teve mais participantes portugueses. A sua presença é significativa, tanto que dois anos depois seria candidato à Presidência da República, defrontando Jorge Sampaio. Só esteve presente em 99.
António Barreto - Este investigador esteve presente na reunião de 1992, em pleno cavaquismo, um ano depois de Cavaco obter a sua segunda maioria absoluta. António Barreto foi ministro da Agricultura nos primeiros governos PS, tendo deixado o seu nome associado à Lei Barreto, massacrada pelos comunistas por traduzir o primeiro desmantelamento da reforma agrária. Teve um papel essencial na candidatura presidencial de Soares em 1986, sendo o seu porta-voz. Foi ele quem apelou ao "povo de esquerda" para a segunda volta de Soares contra Freitas do Amaral. Nos últimos anos tem-se dedicado à investigação e a comentários e análises nos jornais. É uma mente brilhante, o género de pessoa que os bilderbergs políticos gostam de ver no seu seio. Só participou na reunião de 92.
Durão Barroso - Participou na reunião de Bilderberg de 1994, quando era ministro dos Negócios Estrangeiros de Cavaco Silva. Não por acaso, um ano depois estava a candidatar-se à liderança do partido. Perdeu para Fernando Nogueira, mas a sorte acabou por o bafejar, porque Nogueira foi derrotado por Guterres (num ciclo político muito desfavorável ao PSD). Durão ficou como reserva e tornou-se líder social-democrata em 1999, quando Marcelo Rebelo de Sousa saiu. Apesar de ter perdido as legislativas de 99 para Guterres não se deu por vencido, ficando célebre a sua frase "tenho a certeza que serei primeiro-ministro, só não sei é quando." O seu vatícinio acabou por confirmar-se, tornando-se primeiro-ministro em 2002. Em 2003, voltou a estar presente no clube de Bilderberg, na qualidade de primeiro-ministro. Em meados de 2004 era designado presidente da Comissão Europeia. Voltou a participar na reunião deste ano de 2005 de Bilderberg, que teve lugar na Alemanha, na qualidade de presidente da Comissão.
António Borges- É o homem português da Goldmam Sachs, curiosamente uma empresa com ligações a Bilderberg. Esteve presente na reunião do clube em 1997, o que mostra que o seu nome é badalado para altos voos há muito tempo. Se estava na calha para a liderança laranja, acabou por ser Durão a tomar o lugar de Marcelo. Em 1998, escapou, miraculosamente, ao acidente fatal da TWA, que não deixou sobreviventes. Chegou a ter bilhete mas não embarcou. Na reunião de 2003 do clube voltou a estar presente. Em 2004, foi um dos principais critícos da solução Santana Lopes para suceder a Durão Barroso. Actualmente, está posicionado para suceder a Marques Mendes. É um homem muito próximo de Cavaco Silva, ainda que o professor não favoreça as amizades e às vezes até as discrimine.
Maria Carrilho - Investigadora, sempre esteve ligada ao PS, tendo sido deputada à Assembleia da República e ao Parlamento Europeu. Hoje é vice-presidente da Assembleia da República. É especialista em assuntos de defesa, uma área prioritária nas discussões de Bilderberg. Esteve presente na reunião do clube em 1995, o ano da chegada ao poder de António Guterres.
António Guterres - Esteve presente na reunião deste ano na Alemanha, já na qualidade de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados. O seu nome continua a ser uma hipótese para outros voos, designadamente o Palácio de Belém, em 2011 ou 2016.
Roberto Carneiro - Ministro da Educação de Cavaco Silva. Esteve presente na reunião de 1992, no auge do cavaquismo. Chegou a ser-lhe vaticinada uma importante carreira política mas, depois da queda de Cavaco, os seus interesses viraram--se para outras áreas. Envolveu-se no projecto inicial da TVI, como profundo católico que é, e tem-se dedicado à investigação universitária e a algumas iniciativas empresariais.
Vitor Constâncio - Esteve presente em Bilderberg em 1988, quando era secretário-geral do PS. Nunca mais participou em nenhuma reunião depois desta data. Afastou-se das lides mais activas do PS e dedicou-se ao que sabe fazer muito bem: os assuntos económicos. O Partido premiou-o com o Banco de Portugal.
Vasco Pereira Coutinho - Um dos maiores empresários portugueses, tendo enriquecido com o negócio da AutoEuropa. Esteve presente na reunião de 1998, numa altura em que Marcelo Rebelo de Sousa liderava o PSD. Durão Barroso fez uma viagem de férias ao Brasil, no avião dele e na sua casa, quando era primeiro-ministro, provocando grande polémica. É apoiante de Cavaco Silva.
João Cravinho - Esteve presente na reunião de 1999, no auge do guterrismo, sendo ministro do Planeamento e da Administração do Território. Alia um pensamento interessante a uma excelente preparação técniva, devendo ter participado no clube como um dos "cérebros" que os políticos gostam de ouvir. Atacou bastante Guterres no fim dos seus dias, sendo um homem próximo de Jorge Sampaio (mas muito senhor do seu nariz).
José Cutileiro - O embaixador português esteve presente na reunião de Bilderberg em 1994, tornando-se presidente da estrutura de defesa da União Europeia, a UEO, logo nesse ano. É um homem culto, brilhante, com opiniões geoestratégicas muito auscultadas por qualquer governante.
José Manuel Galvão Teles - Advogado, homem muito próximo de Mário Soares, de quem é amigo e vizinho. Esteve presente na reunião de Bilderberg de 1997, no auge do guterrismo. É conselheiro de Estado.
Teresa Patrício Gouveia - Fez parte do governo de Cavaco, como secretária de Estado da Cultura e como ministra do Ambiente. Esteve presente na reunião de Bilderberg em 2000.Foi ministra dos Negócios Estrangeiros de Durão Barroso.
Marçal Grilo - Ministro da Educação de António Guterres, de quem era amigo. Esteve presente na reunião de Bilderberg de 1999, em Sintra. Há quem diga que é uma mente brilhante.
Miguel Horta e Costa - Esteve presente na reunião do clube em 1998, no tempo da liderança laranja de Marcelo, sendo vice-presidente da Portugal Telecom. Já no tempo de Durão Barroso ascendeu à presidência da empresa, mantendo-se com Santana Lopes e José Sócrates, todos bilderbergs. Deverá sair da PT já em Janeiro.
Margarida Marante - É um dos dois jornalistas que marcaram presença em Bilderberg, tendo estado presente em 1996, no auge da sua carreira na SIC, onde conheceu Emídio Rangel e contraiu matrimónio. É próxima da área do PSD.
Vasco de Mello - Um dos grandes empresários portugueses. Esteve presente na reunião de Sintra, em 1999. Tem tido um percurso discreto, mantendo pontes com o poder político mas não dando azo a conversas.
Carlos Monjardino - Homem da área do PS, que participou no governo de Macau. Grande empresário, com ligações fortes ao Oriente, sobretudo a Stanley Ho. Presidente da Fundação Oriente. Há muito que é falado para candidato presidencial mas nunca conseguiu concretizar essa aspiração. Esteve presente na reunião de Bilderberg de 1991, no auge do cavaquismo e da reeleição de Mário Soares, de quem é muito próximo.
Murteira Nabo - Ministro fugaz de António Guterres, tendo de se demitir por causa de um caso de sisa. Esteve presente na reunião do clube em 1999, já era presidente da PT há três anos. Faria de Oliveira - Ministro do Turismo de Cavaco Silva, esteve presente na reunião de Bilderberg em 1993, sendo uma peça essencial na ligação entre o então primeiro-ministro e o mundo dos negócios, quer público, quer privado.
Carlos Pimenta - Ministro do Ambiente de Cavaco, um dos mais activos de sempre. Chegou a ser-lhe vaticinando um futuro político risonho. Esteve na reunião de Bilderberg de 1991. Nos últimos anos, afastou-se da política.
Francisco Lucas Pires - O malogrado líder do CDS, que depois se aproximou do PS, era uma mente brilhante, a quem pareciam reservados altos voos. No entanto, só esteve presente na reunião do clube de 1988.
Ricardo Salgado - Um dos grandes banqueiros portugueses. Esteve na reunião de 1997, quando Marcelo era líder do PSD e voltou a estar na reunião de 1999, em Sintra. É um homem com relações privilegiadas com o poder político à direita. Santana Lopes chegou a chamá-lo para uma reunião privada. Viu o seu banco, o BES, ser alvo de buscas judiciais este ano.
Jorge Sampaio - Presidente da República. Participou na reunião de Bilderberg, em Sintra, na qualidade de primeiro magistrado da Nação portuguesa, uma presença, sem dúvida, polémica.
Nicolau Santos - O outro jornalista que participou em Bilderberg, tendo estado em Sintra em 1999. É especialista em assuntos económicos. Curiosamente, os jornalistas que estiveram no clube eram ambos profissionais no grupo de Balsemão, Nicolau Santos no "Expresso" e Margarida Marante na SIC.
Artur Santos Silva - Um dos grandes banqueiros portugueses, com o seu BPI. Tem relações privilegiadas à esquerda e é um homem culto, de uma família espiritual. Esteve presente na reunião de 1999. Curiosamente, nesta reunião só acabou por faltar um banqueiro do BCP, um banco com outra estratégia, mais europeia.
Marcelo Rebelo de Sousa - Esteve presente na reunião de 1998, quando era líder do PSD e ainda julgava que era possível fazer renascer a AD com Paulo Portas e ganhar as eleições legislativas de 1999 a António Guterres. As coisas correram-lhe mal, metendo o caso da Universidade Moderna pelo meio (afectando Portas). Regressou ao comentário político. A entrada na corrida de Belém também falhou, porque tudo correu bem a Cavaco.
Miguel Veiga - Advogado nortenho, um histórico do PSD, com relações fortes com a ala soarista do PS. Esteve em Bilderberg em 1994, no fim do cavaquismo. Tornou-se um dos piores inimigos de Santana Lopes, sendo a voz mais forte contra a sua indigitação para primeiro-ministro, sucedendo a Durão Barroso.
António Vitorino - Era a eminência-parda do guterrismo, tendo estado na reunião de Bilderberg de 1996, quando era vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa. Por causa de um caso de sisa, acabou por se demitir. Foi comissário europeu e o seu nome chegou a estar na calha para presidir à Comissão. Rejeitou ser candidato à Presidência da República.
Oliveira Martins - Participou na reunião de 2001, quando era ministro da Presidência do governo Guterres, já no ocaso do guterrismo, depois da queda da ponte de Castelo de Paiva. Se não fosse independente, tinha sido um nome possível para a corrida à liderança do PS. Tornou-se presidente do Tribunal de Contas este ano, numa nomeação polémica, face à natureza das funções do órgão, que requerem independência e imparcialidade.
Vasco Graça Moura - Deputado ao Parlamento Europeu pelo PSD, poeta e erudito. Esteve presente na reunião de 2001 de Bilderberg. É um intelectual brilhante, que os políticos gostam de ouvir.
Ferro Rodrigues - Esteve presente na reunião de 2003, quando era líder do PS, pouco depois de ter deflagrado o caso Casa Pia no partido. Depois de Jorge Sampaio ter dado posse a Santana Lopes, demitiu-se, tomando a decisão presidencial como uma derrota pessoal. É hoje embaixador português da OCDE em Paris.
Santana Lopes - Esteve presente na reunião de 2004, que ocorreu de 3 a 6 de Junho em Stresa, Milão. Curiosamente, pouco mais de um mês depois era primeiro-ministro de Portugal. A vida, contudo, não lhe correu bem. Ao ponto de Jorge Sampaio ter dissolvido o Parlamento e convocado eleições legislativas.
José Socrates- Tal como Santana Lopes, esteve presente na reunião de Stresa de 2004. Curiosamente, menos de um ano depois seria primeiro-ministro de Portugal, parecendo estar no cargo de pedra e cal.
Nuno Morais Sarmento - Esteve presente na reunião de Bilderberg deste ano, tendo sido convidado por Pinto Balsemão, um facto que pode ter significado nos próximos tempos."


Como vêem a lista é extensa e o nome do autor nem sequer é mencionado.
Talvez ele não se sentisse muito seguro !...
Outro aspecto curioso, é que todos conseguiram ficar muito bem colocados. Há cada coincidência !...

- " O clube Bilderberg ( II ) "

No primeiro texto que publiquei em 07 do corrente sobre este tema, posso ter deixado a impressão errada que me propusera a desmascarar as actividade e os propósitos deste clube de maníacos megalómanos.
Aquilo a que me decidi não foi isso, até porque qualquer leitor pode documentar-se na Wikipedia. Com facilidade podem saber a origem, a constituição, a identidade dos seus fundadores, as datas e locais das reuniões, e os objectivos que perseguem.

A minha indignação deveu-se, e deve-se, não ao facto de eu constatar a existência de mais um “grupo de pressão”, além dos muitos que já existem, mas, sim, por verificar que a censura continua a existir e que o tráfico de influências e a corrupção continuam a grassar impunemente.

Quem fosse à Wikipédia, há alguns meses atrás, encontraria um capítulo intitulado “ Os portugueses participante do Clube Bilderberg”; mas encontrariam somente o título porque a lista de nomes tinha sido apagada.
Porque será que eles tanto temem que se saiba que pertencem a este clube ?...

Actualmente, na Wikipédia, só encontramos referências à participação de Jorge Braga de Macedo, de Francisco Pinto Balsemão e de Durão Barroso.Mas eu sei que há mais e procurarei identificá-los !
Para já, posso divulgar fotografias de dois políticos portugueses que foram publicadas no livro de Daniel Estulin, embora não possa garantir a sua autenticidade.


Entretanto, se algum dos meus leitores tiver elementos que queira publicar o meu blogue está, incondicionalmente e sem censura, à disposição.

Fonte:
blogue Rosa dos Ventos «http://rosadosventos1.blogspot.com/ »


sábado, 8 de agosto de 2009

-" Morreu Raúl Solnado "

Portugal perdeu um grande comediante a quem ficamos a dever muitas e boas gargalhadas. Ficamos todos mais pobres.

Descansa em paz.

Uma despretensiosa homenagem: " A Guerra de 1908 "

video

( Transcrito de http://rosadosventos1.blogspot.com/ )

E eu permito-me acrescentar: morreu o homem que nos pedia " o favor de sermos felizes"...


-" O Clube Bilderberg "

Em 1995 e 1996 estive na Alemanha a fazer uma auditoria e, de entre os muitos documentos que me passaram pelas mãos, houve um que me despertou particularmente a atenção porque fazia referência a alguns políticos como sendo “Bilderberg”. A minha curiosidade despertou e procurei saber o significado da designação.
Fiz uma busca superficial e cheguei à conclusão que se tratava de um grupo de “paranóicos” inofensivos, convencidos que com o seu dinheiro poderiam comandar o Mundo que se reunia, anualmente, num fim-de-semana de confraternização.
A minha curiosidade voltou a ser despertada quando, em 2008, vi nas livrarias um livro com o título “ Toda a Verdade Sobre o CLUBE BILDERBERG “, da autoria do jornalista espanhol Daniel Estulin. Recordei-me, imediatamente, do documento que tinha lido em 1965 ou 1966.
Li o livro e fiquei entre indignado, estupefacto e céptico!...
Como é que uma coisa destas pode ser verdade ?...
Será que a relação entre alguns acontecimentos e os “Bilderberg” não passa de uma coincidência ?...
Algum tempo depois, em conversa com um colega tocamos no assunto e aconselhei-o a comprar o livro.
Qual não foi a minha surpresa quando ele, dias depois, me telefonou lamentando-se que o livro tinha sido retirado do mercado.
Não acreditei !... Tinha de haver um mal-entendido…
Procurei em várias livrarias e a resposta foi sempre a mesma: “ Não temos e não conseguimos encomendá-lo ! ? … Por muito que tentasse não conseguia outra resposta.
A minha curiosidade ficou ainda mais aguçada e recorri a um livreiro meu amigo que me confidenciou que a editora tinha mandado recolher o livro “a pedido” de uma entidade ligada ao Governo. Tinha recebido grande quantidade de encomendas que não pôde satisfazer, para seu desgosto, pois o livro estava a ser um sucesso com três edições no espaço de dois meses.
Caiu-me o céu em cima !...
Como é possível uma coisa destas num país que se diz democrático ? ; numa Europa que se diz democrática ?
No meio da minha indignação lembrei-me do que tinha lido no livro de Daniel Estulin.
Será que tudo aquilo é verdade ?
Decidi, então, fazer a recolha da maior quantidade de elementos que pudesse encontrar e partilhá-los com os leitores do meu blogue, o que farei daqui em diante.

(Transcrito do blogue
ROSA DOS VENTOS http://rosadosventos1.blogspot.com/ )

-" CLAUSURA "



Sou um quarto fechado
com fotografias nas paredes
e espessas cortinas sobre os olhos
macio carpete de sofrimentos
para o andar descalço

Tranquei as portas deste corpo

Posso te ouvir bater
não me abro
Porque quero que me cerques
por todas as janelas e portas
impossíveis

Se conseguires entrar
ilumine os corredores
que tenho percorrido
tentando encontrar
a mim mesma

Deito na cama fria
das entranhas
e não durmo

Tua voz é o som da noite.

Texto de Adriana Costa especialmente para o blogue Rosa dos Ventos.Imagem: Praia do Murubira, Ilha de Mosqueiro, Pará, por Adriana Costa.